segunda-feira, 30 de novembro de 2015

A Jornada do Louco IX

IX - O Eremita

Aprendida a primeira lição, O Louco passa para a outra lição moral representada pela carta do Eremita (9). Nela O Louco passa a se perguntar sobre o mundo espiritual com a necessidade de entender o sentido da vida. Assim O Louco passa a olhar para seu interior e busca entender os seus próprios sentimentos. Para isso ele busca momentos de solidão. A lição aprendida pelo Louco nesta carta é a Lição do tempo. Ele percebe as limitações da vida material e aprende a ser sábio na solidão.




O Arcano da Consciência, do Iniciado



O Eremita ou Ermitão (IX) é representado por um homem, de pé, tem na mão esquerda um bastão que lhe serve de apoio, enquanto que com a direita levanta uma lanterna até a altura do rosto. Está representado de três quartos, com o rosto voltado para a esquerda. Veste uma grande túnica e um manto azul com o forro amarelo. Seu capucho, caído sobre as costas, parece continuar a túnica e é arrematado por uma borla amarela.
A lâmpada, aparentemente hexagonal, tem apenas três de seus lados visíveis, sendo o central vermelho e os restantes amarelos.
O fundo da gravura é incolor, e o chão de um amarelo estriado de listas negras, muito semelhante ao reverso do manto.

Significados simbólicos
O Iniciado, o buscador incansável. Sabedoria, iluminação, estudo, autoconhecimento.
Meditação, recolhimento, saber desligar-se. Reavaliação da vida e dos objetivos.
Concentração, silêncio. Profundidade.
Prudência. Reserva. Limites. Influência saturnina.

Interpretações usuais na cartomancia
Austeridade, moderação, sobriedade, discrição. Médico experiente, sábio que cala seus segredos. Celibato. Castidade.
  1. Mental: Contribuição luminosa à resolução de qualquer problema. Esclarecimento que chegará de modo espontâneo.
  2. Emocional: Alcançar as soluções. Coordenação, encontro de afinidades. Significa também prudência, não por temor, mas para melhor construir.
  3. Físico: Segredo descoberto, luz que se fará sobre projetos até agora ocultos. Na saúde: conhecimento do estado real, consultas que podem remediar os problemas.
  4. Desafios e sombra: Obscuridade, concepção falsa de uma situação. Dificuldades para nadar contra a corrente. Timidez, isolamento, depressão, recusa de relações. Ritualismo. Mutismo, circunspecção exagerada, isolamento, caráter fechado. Avareza, pobreza. Conspirador. Taciturno. Obssessivo.
Fonte: Clube do Tarô

Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

domingo, 29 de novembro de 2015

A Jornada do Louco VIII

VIII - A Justiça

Com muita reflexão, o nosso herói da jornada analisa seu passado e decide tomar decisões novas e melhores para seu futuro. Ele quer obter sucesso em sua vida e então ele assume a responsabilidade de suas ações passadas. Então a primeira das quatro lições morais aparece para ele, que é A Justiça (8). O Louco está começando a refletir racionalmente e aprende a ter paciência e tolerância. As lições morais são importantes para o desenvolvimento individual do Louco. Essas lições ajudam na formação do Ego. Com A Justiça, O Louco sente a necessidade de desenvolver seu caráter e ao encontra-la, ele aprende a cultivar a faculdade de uma mente equilibrada. Ele aprende a fazer o que ainda não conseguia na carta dos namorados- o julgamento imparcial, não influenciado pelas emoções e interesses pessoais.



O arcano do Equilíbrio, da Imparcialidade


Uma mulher, sentada num trono, tem em sua mão direita uma espada desembainhada com a ponta virada para cima, e na esquerda uma balança com os pratos em equilíbrio. A mão que segura a balança encontra-se à altura do coração.

Este personagem, que é visto de frente, está vestido com uma túnica cujo panejamento sugere uma mandorla (figura geométrica em forma de amêndoa; veja arcano 21 – O Mundo), espaço de conciliação das polaridades.
Não se veem os pés da mulher nem a cadeira propriamente dita. Aparece, em compensação, com toda nitidez, o espaldar do trono: as esferas que o arrematam estão talhadas de maneira diferente.

Significados simbólicos
Justiça, equilíbrio, ordem.
Capacidade de julgamento.
Conciliação entre o ideal e o possível. Harmonia. Objetividade, regularidade, método.
Balança, avaliação, atração e repulsão, vida e temor, promessa e ameaça.

Interpretações usuais na cartomancia
Estabilidade, ordem, persistência, normalidade. Lei, disciplina, lógica, coordenação. Flexibilidade, adaptação às necessidades. Opiniões moderadas. Razão, sentido prático. Administração, economia. Obediência.
Soluções boas e justas; equilíbrio, correção, abandono de velhos hábitos.
  1. Mental: Clareza de juízo. Conselhos que permitem avaliar com justeza. Autoridade para apreciar cada coisa no momento oportuno.
  2. Emocional: Aridez, secura, consideração estrita do que se diz, possibilidade de cortar os vínculos afetivos, divórcio, separação. Este arcano representa um princípio de rigor.
  3. Físico: Processo, reabilitação, prestação de contas. Equilíbrio de saúde, mas com tendência a problemas decorrentes de excessos (obesidade, apoplexia), devido à imobilidade da carta.
  4. Desafios e sombra: Perda. Injustiça. Condenação injusta, processo com castigo. Grande desordem, perigo de ser vítima de vigaristas. Aburguesamento.
Texto e Imagem: Henrique Barbosa
Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

sábado, 28 de novembro de 2015

A Jornada do Louco VII

VII - O Carro

Então O Louco já possui certo controle interno e ele deseja o sucesso e a força pessoal que O Carro (7) demonstra. Os impulsos conflitantes e até mesmo agressivos que O Louco possuí devem ser controlados (não reprimidos). Saindo do conflito criado pelas suas escolhas amorosas, O Louco enfrente o desafio de aprender a controlar o impulso instintivo e até destrutivo de seu interior. Tendo certo domínio de seu eu e uma confiança típica da juventude, O Louco alcança a harmonia e aprende a lidar com suas contradições, saindo da adolescência para o estágio seguinte de sua jornada.

Texto: Isabella Batista

O Arcano do Domínio, do Repouso
 
Dois cavalos arrastam uma espécie de caixa, montada sobre duas rodas e coberta por um dossel, onde se encontra um homem coroado, que traz um cetro em sua mão direita. Na parte frontal do carro (a única visível), em boa parte dos tarôs clássicos, há um escudo com duas letras, que variam com as editoras.
Mais do que citar dois simples cavalos, podemos ressaltar que se tratam de corpos dianteiros fundidos ao carro. Os dois animais olham para a esquerda, mas a sua disposição é tal que parecem andar cada um para o seu lado. O cavalo da esquerda levanta a pata direita, e o da direita, a pata esquerda. O dossel repousa sobre quatro colunas.
O homem, que tem uma coroa do tipo das de marquês, tem a mão esquerda sobre um cinto amarelo, na altura da cintura, e na mão direita traz um cetro que termina por um ornamento esférico encimado por um cone. O peito do personagem está coberto por uma couraça. Cada um dos seus ombros está protegido por uma meia-lua, com rostos de expressão diferente.
Os cabelos do personagem são amarelos e seu olhar se encontra ligeiramente voltado para a esquerda, no mesmo sentido que o dos animais atrelados à carruagem.
Cinco plantas brotam do solo. Não aparecem rédeas ou qualquer outro meio de guiar o carro.

Significados simbólicos
Contemplação ativa, repouso. Vitória, triunfo. 
O setenário sagrado, a realeza, o sacerdócio.
Magistério. Superioridade. Realização.

Interpretações usuais na cartomancia
Êxito legítimo, avanço merecido. Talento, dons, capacidade, aptidões postas em marcha. Tato para governar, diplomacia, direção competente.
Conciliação dos antagonismos, condução de forças divergentes. Progresso, mobilidade, viagens por terra.
  1. Mental: As coisas se realizam, mas falta ainda montar as peças de conjunto.
  2. Emocional: Afeto manifestado; protetor, serviçal.
  3. Físico: Grande atividade, rapidez nas ações. Boa saúde, força, atividade intensa. Do ponto de vista do dinheiro: gastos ou ganhos, movimento de fundos.Significa também notícia inesperada, conquista.Pode ser interpretado igualmente como difusão da obra ou atividades do consulente através de palavras e, segundo sua localização na tiragem, significa elogios ou calúnias.
  4. Desafios e sombra: Ambições injustificadas, vanglória, megalo-mania.  Falta de talento e de consideração. Governo  ilegítimo, situação usurpada, ditadura. Oportunismo perigoso. Preocupações, cansaço, atividade febril e sem repouso. Perda de controle.

Texto e Imagem: Henrique Barbosa
Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

A Jornada do Louco VI

VI - O Enamorado

Logo O Louco se viu em seu primeiro grande desafio para o desenvolvimento pessoal: o impulso da união sexual com outra pessoa e a escolha no amor. Agora O Louco busca o equilíbrio que é representado na carta O Namorado (6). Mas O Louco ainda é impulsivo e suas escolhas são feitas sem uma perspectiva madura e imparcial. As escolhas feitas por ele derivam de seus desejos, e não de suas necessidades. Então O Louco deixa o conformismo e começa a questionar o mundo, assim inicia a evoluir sua própria visão de mundo.

O Arcano da Iniciação, da Castidade e do Livre arbítrio
 
Um homem, entre duas mulheres, é visado por uma flecha que parece pronta para ser disparada por um anjo, Cupido, à frente de um disco solar.
O homem, no centro do grupo, olha para a mulher da esquerda. Ele tem cabelos louros, as pernas descobertas, e sua vestimenta é uma túnica de listas verticais, com um cinto amarelo, sobre o qual se apoia a sua mão direita.
A mulher da direita, com os cabelos louros soltos sobre os ombros, tem um rosto jovem, fino. A mão esquerda está pousada sobre o peito do homem. Já o seu braço direito, conforme é muitas vezes descrito, aponta para baixo, de modo que seus braços parecem cruzados. Mas esse braço a altura de seu ventre pode, também, ser descrito como sendo do homem.
A outra mulher, a da esquerda, está representada de costas, mas o rosto aparece de perfil. Tem cabelos que escapam livremente de um curioso chapéu. Dirige a mão direita para a terra e pousa a esquerda sobre o ombro do jovem.
O anjo, de cabelos louros e asas azuis, segura uma flecha branca com uma das mãos enquanto com a outra segura um arco da mesma cor.
Do disco solar surgem 24 raios pontiagudos, um dos quais é superposto pela asa do anjo.

Significados simbólicos
Envolvimento afetivo, disposição amorosa, sentimentos.
Matrimônio, ligação, união. Integração de ambos os sexos ao poder gerador do universo.
Livre arbítrio, escolha. Maioridade. Prova.
Encadeamento, combinação, equilíbrio, enredo, abraço. Luta, antagonismo.

Interpretações usuais na cartomancia
Decisão, escolha por vontade própria. Votos, aspirações, desejos. Exame, deliberações, responsabilidades. Afetos.
É a carta da união e do matrimônio. Pode representar para os consulentes de ambos os sexos a iminência de uma escolha a ser realizada.
  1. Mental: Amor pelas belas formas e pelas artes plásticas.
  2. Emocional: Dedicação e sacrifícios.
  3. Físico: Os desejos, o amor, o sacrifício pela pátria ou pelos ideais sociais, assim como todos os sentimentos manifestados fortemente no plano físico.
  4. Desafios e sombra: Dúvida, indecisão, impotência. Má conduta, infidelidade, libertinagem. Debilidade, falta de prumo. Ruptura, separação, divórcio, desordem. Prova a ser vivida. Tentações perigosas, risco de ser seduzido.
Texto e Imagem: Henrique Barbosa
Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

A Jornada do Louco V

V - O Sumo Sacerdote

Quando O Louco sai de seu conforto e vai se aventurar na vida ele fica exposto a outras opiniões, culturas e assim ele começa a desenvolver sua opinião pessoal. Logo ele encontra o Sumo Sacerdote (5), que representa nosso educador espiritual interno. Ele liga a nossa consciência terrena com os conhecimentos da intuição. As leis do Imperador refletem o comportamento correto no mundo material, já as do Hierofante refletem o comportamento correto aos olhos divinos. Com o Sumo Sacerdote O Louco aprende sobre os costumes e aprende a se adaptar a eles.

Texto: Isabella Batista

O Arcano da Transcendência, da Iluminação, da Pobreza
 
Um grupo de três personagens em que um deles é visto de frente, sentado, com a mão direita levantada no sinal da benção, tendo em sua mão esquerda o eixo de uma cruz de seis braços; sua cabeça está coroada por uma tiara. Os outros dois personagens que se encontram em primeiro plano, de costas para quem contempla a imagem, têm os rostos voltados para o primeiro personagem.
Este, protagonista da figura, tem veste azul, capa vermelha ornada de amarelo. Sua mão esquerda está fechada e, na maior parte dos tarôs clássicos, coberta por luva que tem impressa uma cruz dos templários. A barba e o cabelo do Pontífice são brancos.
Percebe-se apenas vagamente a cadeira em que o personagem central está sentado, com duas colunas ao fundo.
Os dois personagens que estão de costas mostram a tonsura. O da esquerda aponta sua mão direita para o solo, com os dedos separados. O homem da direita aponta para o alto com sua mão esquerda, com os dedos juntos.

Significados simbólicos
É o arcano da bênção, da iniciação, da demonstração, do ensino. 
Dever. Moral. Consciência. Santidade.
Lei, simbolismo, filosofia, religião. Evoca os níveis mais altos de consciência.

Interpretações usuais na cartomancia
Autoridade moral, sacerdócio, instrução. Proteção, lealdade. Observância das convenções, respeitabilidade. Ensino, conselhos equilibrados. Benevolência, generosidade, indulgência,
perdão. Mansidão.
Busca de sentido, revelação, hora da verdade, confiança, indicações do caminho da salvação.
  1. Mental: O Pontífice representa a forma ativa da inteligência humana, que traz principalmente as soluções lógicas. Significa também os pensamentos inspirados por um nível mais alto de consciência.
  2. Emocional: Sentimentos poderosos, afetos sólidos, solicitude, sem cair em sentimentalismos. O Pontífice indica os sentimentos normais, tal como devem ser manifestados na vida, de acordo com as circunstâncias.
  3. Físico: Equilíbrio, segurança na situação e na saúde. Segredo revelado. Vocação religiosa ou cientifica. Especialista em sua área.
  4. Desafios e sombra: Indica um ser desconectado de sua razão e seus instintos, na obscuridade, carente de apoio espiritual. Projeto retardado.

Chefe sentencioso, moralista estreito, rígido, prisioneiro das formalidades, metafísico dogmático, professor autoritário, teórico limitado, pregador da “boca pra fora”.
Conselheiro desprovido de sentido prático.
Problemas com saúde, indecisão, negligência.

Texto e Imagem: Henrique Barbosa
Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

A Jornada do Louco IV

IV - O Imperador

Conhecendo sua mãe, ele vai agora para seu pai terreno, O Imperador (4). Assim como A Imperatriz é a maternidade, O Imperador é a paternidade. O Imperador mostra ao louco a autoridade. O Louco sai dos braços protetores de sua mãe terrena e percebe que no mundo existem regras e estruturas que devem ser respeitadas. Agora O Louco percebe que nem tudo é da forma que ele quer. Então O Imperador da direção para ele, e então o louco sai do mundo dos instintos inconscientes e aprende a enfrentar a vida, sozinho.

Texto: Isabella Batista

O Arcano da Autoridade, da Paternidade e da Obediência
Sentado num trono com as pernas cruzadas, um homem coroado é visto de perfil. Em sua mão direita traz um cetro que termina por um globo e pela cruz, enquanto a outra mão segura o cinto.
No primeiro plano, à direita, um escudo com a imagem de uma águia parece apoiar-se no chão.
Um colar amarelo prende uma pedra (ou um medalhão) de cor verde. A coroa se prolonga extraordinariamente por detrás da nuca.
O trono, uma cadeira em cujo braço esquerdo se apoia o Imperador, repousa — como a mesa do Arcano I — sobre um terreno aparentemente árido, do qual brota uma solitária planta amarela.
Ao contrário do emblema da Imperatriz, a águia do Arcano IV olha para a esquerda. O desenho das águias, por outro lado, difere notavelmente num e noutro caso.

Significados simbólicos
O poder, o portal, o governo, a iniciação, o tetragrama, o quaternário, a pedra cúbica ou sua base. Proteção paternal.
Firmeza. Afirmação. Consistência. Autoridade. Poder executivo. Influência saturnina-marciana. Concretização, habilidades práticas, ordem, estabilidade, prestígio.

Interpretações usuais na cartomancia
Direito, rigor, certeza, firmeza, realização. Energia perseverante, vontade inquebrantável, execução do que está resolvido. Protetor poderoso.
  1. Mental: Inteligência equilibrada, que não despreza o plano utilitário.
  2. Emocional: Acordo, paz, conciliação dos sentimentos.
  3. Físico: Os bens, o poder passageiro. Contrato firmado, fusão de sociedades, situação do acordo. Saúde equilibrada, mas com tendência à exuberância excessiva.
  4. Desafios e sombra: Resultados contrários ao pretendido, ruptura do equilíbrio. Queda. Perda dos bens, da saúde ou do domínio sobre coisas e seres. Oposição tenaz, hostilidade preconcebida. Teimosia, adversário obstinado; assunto contrário aos interesses. Autodestruição, grande risco de ser enganado. Autoritarismo, tirania, absolutismo.
Fonte: Clube do Tarô

Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

terça-feira, 24 de novembro de 2015

A Jornada do Louco III

III - A Imperatriz

Agora que ele passou pelos seus pais espirituais, ele passará por seus pais terrenos. E é nisso que ele encontra A Imperatriz (3) que apresenta ao Louco as sensações. Ela é a experiência da maternidade em sentido amplo. Ele também reconhece a Mãe Terra, que o nutre e protege. Ela o faz descobrir o próprio corpo. Sem a Grande Mãe dentro de nós, nada podemos levar a frutificação.





O Arcano da Magia Sagrada, da Força Mediadora, da Mãe

Uma mulher coroada, sentada num trono, mantém contra si, com sua mão direita, um escudo ornado com uma águia amarela, enquanto que com a esquerda sustenta um cetro que termina por um globo encimado pela cruz.
Está representada de frente, com os joelhos separados e com os pés ocultos nas dobras da túnica. A cintura da Imperatriz está marcada por um cinto, que se une a uma gola dourada. A coroa leva florões amarelos e permite que os cabelos da figura se derramem sobre os ombros.
O trono está bem visível e seu espaldar sobressai à altura da cabeça da Imperatriz. No ângulo inferior esquerdo da estampa cresce uma planta. A águia desenhada no escudo olha para a direita.

Significados simbólicos
O verbo, o ternário, a plenitude, a natureza, a fecundidade, a geração nos três mundos.
Sabedoria. Discernimento. Idealismo. Influência solar intelectual. É o arcano da Magia Sagrada, instrumento do poder divino.

Interpretações usuais na cartomancia
Gravidez, criatividade, sucesso. Compreensão, inteligência, instrução, encanto, amabilidade. Elegância, distinção, cortesia. Domínio do espírito, abundância, riqueza.
  1. Mental: Penetração na matéria por meio do conhecimento das coisas práticas. Os problemas vêm à tona e podem ser reconhecidos.
  2. Emocional: Capacidade para penetrar na alma dos seres. Pensamento fecundo e criador.
  3. Físico: Esperança, equilíbrio. Soluciona os problemas. Renova e melhora as situações. Poder contínuo e irresistível nas ações.
  4. Desafios e sombra: Desavenças, discussões em todos os planos. As coisas se embaralham e ficam confusas. Atraso na realização de um acontecimento que, no entanto, ocorrerá. Afetação, pose, coqueteria. Vaidade, presunção, desdém. Futilidade, luxo, prodigalidade. Deixa-se levar pelas adulações, modos de novo-rico.
Fonte: Clube do Tarô

Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

A Jornada do Louco II

II - A Papisa

E então ele encontra a Sacerdotisa (2), que junto com o mago representa um dualismo de forças para promover o equilíbrio. Ela demonstra o inconsciente. Nesta carta O Louco conhece a figura da mãe em um sentido espiritual. Ele entra no útero do inconsciente onde o padrão do seu destino está contido.


Texto: Isabella Batista


O Arcano da Sabedoria, da Gnose, do Princípio Receptivo

Uma mulher sentada, com um livro aberto sobre a saia e uma coroa tripla na cabeça, olha para a esquerda e veste uma túnica vermelha sobre a qual se desdobra um manto azul (em algumas versões as cores são opostas). Duas partes da sua tiara estão ornadas de florões, mas a parte superior é uma simples abóbada.
Um véu, que lhe cai sobre os ombros, cobre totalmente os seus cabelos; na mesma altura desse véu, por trás, aparece uma cortina cujos pontos de fixação não são visíveis. Tampouco se podem ver os pés da mulher, assim como a base do trono.
Fato curioso, que é reencontrado somente no arcano XXI, é que a figura ultrapassa a margem superior do quadro: o extremo da tiara supera a linha negra, um pouco à direita do número II.


Significados simbólicos
A Sabedoria, a Gnose, a casa do divino e do homem, o santuário, a lei, a Cabala, a igreja oculta, a reflexão.
Fala também do binário, do princípio feminino, receptivo, materno.
Mistério. Intuição. Piedade. Paciência, influência saturnina passiva.

        Interpretações usuais na cartomancia
Reserva, discrição, silêncio, meditação, fé, confiança atenta. Paciência, sentimento religioso, resignação. Favorável às coisas ocultas.
  1. Mental: Grande riqueza de ideias. Responde a problemas concretos melhor do que a questões vagas.
  2. Emocional: É amistosa, recebe bem. Mas não é afetuosa.
  3. Físico: Situação garantida, poder sobre os acontecimentos, revelação de coisas ocultas, segurança de triunfo sobre o mal. Boa saúde, mas com um ritmo físico lento.
  4. Desafios e sombra: Dissimulação, hipocrisia, intenções secretas. Mesquinharia, inação, preguiça. Beatice. Rancor, disposição hostil ou indiferença. 
Misticismo absorvente, fanático. Peso, passividade, carga. As intuições que traz invertem seu sentido e se tornam falsas. Atraso, lentidão nas realizações.

Fonte: Clube do Tarô

Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

domingo, 22 de novembro de 2015

A Jornada do Louco I

I - O Mago
No início de sua jornada, O Louco encontra O Mago (1). O Mago é o guia interior. Ele é o educador espiritual e protetor do Louco. Ele é o poder inconsciente que cuida de nós e pode aparecer nos momentos mais críticos da vida, para oferecer orientação e sabedoria.

Texto: Isabella Batista

O Arcano da Mística, da Concentração, do Impulso Criativo
 
O título francês desta carta, Le Bateleur, pode ser traduzido também como Prestidigitador, Malabarista, Pelotiqueiro, Bufão, Acrobata ou Cômico. O termo Prestidigitador talvez fosse o mais adequado ao simbolismo dinâmico do personagem, mas é comum que seu nome seja traduzido do inglês Magician, Mágico ou Mago.
Um prestidigitador, de pé, frente à mesa onde coloca os seus instrumentos, segura uma esfera ou um disco amarelo entre o polegar e o indicador da mão direita, enquanto com a mão esquerda aponta obliquamente para o chão uma vareta curta.
O personagem é representado de frente, com o rosto voltado para a esquerda. (Nas referências aos protagonistas de cada carta, será considerada sempre a esquerda e a direita do leitor). Usa um chapéu cuja forma lembra o símbolo algébrico de infinito ( O símbolo do infinito. ) e seus cabelos, em cachos louros, escapam desse curioso chapéu. Veste uma túnica multicolorida, presa por um cinto amarelo.
Sobre a mesa, da qual se veem apenas três pernas, há diversos objetos: copos, pequenos discos amontoados, dados, uma bolsa e uma faca com a lâmina descoberta ao lado de sua bainha.
O prestidigitador está só, no meio de uma campina árida com três tufos de  erva;  no  horizonte,  entre as pernas da figura, uma árvore se desenha contra o céu incolor.

Significados simbólicos
Arcano da relação entre o esforço pessoal e a realidade espiritual. Domínio, poder, autorrealização, capacidade, impulso criador, atenção, concentração sem esforço, espontaneidade.
O ser, o espírito, o homem ou Deus; o espírito que se pode compreender; a unidade geradora dos números, a substância primordial. Ponto de partida. Causa primeira. Influência mercuriana.

Interpretações usuais na cartomancia
Destreza, habilidade, finura, diplomacia, eloquência, capacidade para convencer, espírito alerta, inteligência rápida, homem inquieto nas suas atividades e negócios.
  1. Mental: Facilidade para combinar as coisas, apropriação inteligente dos elementos e dos temas que se apresentam ao espírito.
  2. Emocional: Psicologia materialista; tende para a busca das sensações, do vigor, da qualidade criativa. Generosidade unida à cortesia. Fecundidade em todos os sentidos.
  3. Físico: Muita vitalidade e poder sobre as enfermidades de ordem mental ou nervosa, neuroses e obsessões. Indica uma tendência favorável para questões de saúde, mas não assegura a cura. Para conhecer o diagnóstico é necessário considerar outras cartas.
  4. Desafios e sombra: Charlatão persuasivo, sugestivo, ilusionista, intrigante, politiqueiro, impostor, mentiroso, explorador de inocentes. Agitação vã, ausência de escrúpulos. Discussões, brigas que podem se tornar violentas, dado o vigor do personagem. Mau uso do poder, orientação defeituosa na ação, operações inoportunas. Tendência à dispersão nas ações, falta de unidade nos processos e atividades. Dúvida. Indecisão. Incerteza frente aos acontecimentos.


Fonte: Clube do Tarô

Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

sábado, 21 de novembro de 2015

A Jornada do Louco

O Louco
Prefácio

Bom dia gente! Eu estava pensando sobre um post legal para fazer e me veio a ideia de fazer um post sobre o tarô. Mas hoje não falarei sobre o tarô em seu sentido divinatório. Eu falarei do tarô em seu sentido arquetípico. Mas em primeiro lugar, o que é um arquétipo? Segundo Jung, arquétipo é como um conjunto de imagens psíquicas presentes no inconsciente coletivo que seria a parte mais profunda do inconsciente humano.
Ok, mas e o que isso tem a ver com o tarô? Durante a vida nós passamos por vários ciclos, várias fases e os Arcanos Maiores do tarô representam estes ciclos.
E onde nosso ciclo começa? Na carta 0, que é o Louco. Ele é o protagonista deste ciclo e ele nos representa, por assim dizer. O Louco representa nossos impulsos de querer mergulhar no desconhecido. Mas ele não mostra a loucura em si. Os impulsos que ele representa são a chave para o início da mudança, eles são o início para uma jornada incerta e cheia de desafios. O Louco é intuitivo e irracional.


Texto:
Isabella Batista


O Arcano da Busca e do Amor
Ao contrário do que ocorre nos demais arcanos, a margem superior da lâmina não tem numeração, razão pela qual se costuma atribuir-lhe o valor de arcano 0 ou 22, segundo a necessidade.
Um homem anda com um bastão na mão direita. Está de costas, mas seu rosto, bem visível, aparece de três quartos. Sobre o ombro direito leva uma vara em cuja extremidade há uma pequena trouxa.
O personagem está vestido no estilo dos antigos bobos da corte: as calças rasgadas deixam ver parte da coxa direita. Um animal que poderia ser um felino parece arranhar esta parte exposta ou ter provocado o rasgão.
De um chão árido, acidentado, brotam cinco plantas.
O viajante tem a cabeça coberta por um gorro que desce até a nuca e lhe cobre as orelhas; esta estranha touca transforma seu rosto barbudo numa espécie de máscara. Veste uma jaqueta, presa por um cinto amarelo; seus pés estão cobertos por calçados vermelhos.

Significados simbólicos

A busca e o Filho Pródigo. A experiência de ultrapassar os limites.
Espontaneidade, despreocupação, admiração, saudade.
Impulsividade. Inconsciência. Alienação.

Interpretações usuais na cartomancia

Passividade, completo abandono, repouso, deixar de resistir. 

Irresponsabilidade. Inocência.
Escolha intuitiva acertada. Domínio dos instintos; capacidade mediúnica. Abstenção. O não-fazer.

  1. Mental: Indeterminação devida às múltiplas preocupações que se apresentam e das quais se tem apenas uma vaga consciência. Ideias em processo de transformação. Conselhos incertos.
  2. Emocional: Revezes sentimentais, incerteza com os compromissos, sentimentos vulgares e sem duração. Infidelidade.
  3. Físico: Inconsciência, desordem, falta à palavra dada, insegurança, desprazer. Abandono voluntário dos bens materiais. Assunto ou negócio enfraquecido. Do ponto de vista da saúde: transtornos nervosos, inflamações, abscessos.
  4. Desafios e sombra: Enquanto andarilho, o Louco significa queda ou marcha que se detém. Abandono forçado dos bens materiais; decadência sem muita possibilidade de recuperação. Complicações, atoleiro, incoerência.
Nulidade. Incapacidade para raciocinar e dirigir-se, entrega aos impulsos cegos. Automatismo. Confusões inconscientes. Extra-vagância. Castigo causado pela insensatez das ações. Remorsos vãos.



Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'