domingo, 29 de novembro de 2015

A Jornada do Louco VIII

VIII - A Justiça

Com muita reflexão, o nosso herói da jornada analisa seu passado e decide tomar decisões novas e melhores para seu futuro. Ele quer obter sucesso em sua vida e então ele assume a responsabilidade de suas ações passadas. Então a primeira das quatro lições morais aparece para ele, que é A Justiça (8). O Louco está começando a refletir racionalmente e aprende a ter paciência e tolerância. As lições morais são importantes para o desenvolvimento individual do Louco. Essas lições ajudam na formação do Ego. Com A Justiça, O Louco sente a necessidade de desenvolver seu caráter e ao encontra-la, ele aprende a cultivar a faculdade de uma mente equilibrada. Ele aprende a fazer o que ainda não conseguia na carta dos namorados- o julgamento imparcial, não influenciado pelas emoções e interesses pessoais.



O arcano do Equilíbrio, da Imparcialidade


Uma mulher, sentada num trono, tem em sua mão direita uma espada desembainhada com a ponta virada para cima, e na esquerda uma balança com os pratos em equilíbrio. A mão que segura a balança encontra-se à altura do coração.

Este personagem, que é visto de frente, está vestido com uma túnica cujo panejamento sugere uma mandorla (figura geométrica em forma de amêndoa; veja arcano 21 – O Mundo), espaço de conciliação das polaridades.
Não se veem os pés da mulher nem a cadeira propriamente dita. Aparece, em compensação, com toda nitidez, o espaldar do trono: as esferas que o arrematam estão talhadas de maneira diferente.

Significados simbólicos
Justiça, equilíbrio, ordem.
Capacidade de julgamento.
Conciliação entre o ideal e o possível. Harmonia. Objetividade, regularidade, método.
Balança, avaliação, atração e repulsão, vida e temor, promessa e ameaça.

Interpretações usuais na cartomancia
Estabilidade, ordem, persistência, normalidade. Lei, disciplina, lógica, coordenação. Flexibilidade, adaptação às necessidades. Opiniões moderadas. Razão, sentido prático. Administração, economia. Obediência.
Soluções boas e justas; equilíbrio, correção, abandono de velhos hábitos.
  1. Mental: Clareza de juízo. Conselhos que permitem avaliar com justeza. Autoridade para apreciar cada coisa no momento oportuno.
  2. Emocional: Aridez, secura, consideração estrita do que se diz, possibilidade de cortar os vínculos afetivos, divórcio, separação. Este arcano representa um princípio de rigor.
  3. Físico: Processo, reabilitação, prestação de contas. Equilíbrio de saúde, mas com tendência a problemas decorrentes de excessos (obesidade, apoplexia), devido à imobilidade da carta.
  4. Desafios e sombra: Perda. Injustiça. Condenação injusta, processo com castigo. Grande desordem, perigo de ser vítima de vigaristas. Aburguesamento.
Texto e Imagem: Henrique Barbosa
Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

Nenhum comentário:

Postar um comentário