sábado, 21 de novembro de 2015

A Jornada do Louco

O Louco
Prefácio

Bom dia gente! Eu estava pensando sobre um post legal para fazer e me veio a ideia de fazer um post sobre o tarô. Mas hoje não falarei sobre o tarô em seu sentido divinatório. Eu falarei do tarô em seu sentido arquetípico. Mas em primeiro lugar, o que é um arquétipo? Segundo Jung, arquétipo é como um conjunto de imagens psíquicas presentes no inconsciente coletivo que seria a parte mais profunda do inconsciente humano.
Ok, mas e o que isso tem a ver com o tarô? Durante a vida nós passamos por vários ciclos, várias fases e os Arcanos Maiores do tarô representam estes ciclos.
E onde nosso ciclo começa? Na carta 0, que é o Louco. Ele é o protagonista deste ciclo e ele nos representa, por assim dizer. O Louco representa nossos impulsos de querer mergulhar no desconhecido. Mas ele não mostra a loucura em si. Os impulsos que ele representa são a chave para o início da mudança, eles são o início para uma jornada incerta e cheia de desafios. O Louco é intuitivo e irracional.


Texto:
Isabella Batista


O Arcano da Busca e do Amor
Ao contrário do que ocorre nos demais arcanos, a margem superior da lâmina não tem numeração, razão pela qual se costuma atribuir-lhe o valor de arcano 0 ou 22, segundo a necessidade.
Um homem anda com um bastão na mão direita. Está de costas, mas seu rosto, bem visível, aparece de três quartos. Sobre o ombro direito leva uma vara em cuja extremidade há uma pequena trouxa.
O personagem está vestido no estilo dos antigos bobos da corte: as calças rasgadas deixam ver parte da coxa direita. Um animal que poderia ser um felino parece arranhar esta parte exposta ou ter provocado o rasgão.
De um chão árido, acidentado, brotam cinco plantas.
O viajante tem a cabeça coberta por um gorro que desce até a nuca e lhe cobre as orelhas; esta estranha touca transforma seu rosto barbudo numa espécie de máscara. Veste uma jaqueta, presa por um cinto amarelo; seus pés estão cobertos por calçados vermelhos.

Significados simbólicos

A busca e o Filho Pródigo. A experiência de ultrapassar os limites.
Espontaneidade, despreocupação, admiração, saudade.
Impulsividade. Inconsciência. Alienação.

Interpretações usuais na cartomancia

Passividade, completo abandono, repouso, deixar de resistir. 

Irresponsabilidade. Inocência.
Escolha intuitiva acertada. Domínio dos instintos; capacidade mediúnica. Abstenção. O não-fazer.

  1. Mental: Indeterminação devida às múltiplas preocupações que se apresentam e das quais se tem apenas uma vaga consciência. Ideias em processo de transformação. Conselhos incertos.
  2. Emocional: Revezes sentimentais, incerteza com os compromissos, sentimentos vulgares e sem duração. Infidelidade.
  3. Físico: Inconsciência, desordem, falta à palavra dada, insegurança, desprazer. Abandono voluntário dos bens materiais. Assunto ou negócio enfraquecido. Do ponto de vista da saúde: transtornos nervosos, inflamações, abscessos.
  4. Desafios e sombra: Enquanto andarilho, o Louco significa queda ou marcha que se detém. Abandono forçado dos bens materiais; decadência sem muita possibilidade de recuperação. Complicações, atoleiro, incoerência.
Nulidade. Incapacidade para raciocinar e dirigir-se, entrega aos impulsos cegos. Automatismo. Confusões inconscientes. Extra-vagância. Castigo causado pela insensatez das ações. Remorsos vãos.



Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de autoria própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

Nenhum comentário:

Postar um comentário