domingo, 6 de dezembro de 2015

A Jornada do Louco XV

XV - O Diabo


Mas O Louco não quer permanecer estagnado. Ele quer entender e desvendar cada parte do seu Eu. E isso o leva para O Diabo (15). Aqui O Louco se vê preso no mundo material e ele descobre sua natureza compulsiva e seus impulsos. O Louco deve aprender a lidar humildemente com seus aspectos interiores, até mesmo os que ele mais sente vergonha. A principio ele não compreende direito sua parte “animal” e procura ser “superior” a ela, transferindo toda sua frustração para outra pessoa, que o leva a preconceito, inveja e perseguição de indivíduos que ele julga serem maus, mas que na realidade é uma expressão do seu próprio medo e seus impulsos. O Louco nunca vai alcançar a sua liberdade se não reconhecer sua própria escravidão. Ele deve enfrentar sua própria escuridão e se aceitar, para se tornar o que sempre foi: simplesmente natural.


O Arcano da Contra-inspiração e da Sedução


Três personagens estão representados de pé. No meio, sobre um pedestal vermelho em forma de cálice, um hermafrodita com asas e chifres. Abaixo, duas figuras, uma delas feminina e a outra masculina, pequenas e dotadas de atributos animais; estão presas, por uma corda que lhes passa ao pescoço, a um aro que se encontra no centro do pedestal.
O personagem central está totalmente marcado pela dubiedade: despido, veste apenas cintos vermelhos que parecem segurar seios e genitais postiços; tem na cabeça uma curiosa touca amarela, da qual sobem dois chifres de veado; duas asas amarelas (ou azuis, na ed. Grimaud), de formato semelhante à dos morcegos, brotam das suas costas. Tudo indica que o personagem é do sexo masculino, mas seus seios estão desenvolvidos como os de uma mulher. Uma face se inscreve em seu ventre e, nos joelhos, dois olhos. Suas mãos e pés apresentam características simiescas; a mão direita, erguida, mostra o dorso; a esquerda segura a haste de uma tocha.
O par acorrentado é visto de três quartos. Estão completamente nus, mas têm uma touca vermelha da qual sobem chifres negros. Os dois têm rabo, patas e orelhas de animal; escondem as mãos atrás das costas e ficamos sem saber se estão atadas ou não.
No nível em que os dois personagem menores se encontram, o chão é preto, mas na altura do pedestal torna-se azul (ou vermelho) com listras variadas. O fundo é incolor.

Significados simbólicos
As provas e provações. As tentações e seduções. 
Magias. Desordem. Paixão. Luxúria. Dependência.
Intercâmbio, eloquência, mistério, força emocional.

Interpretações usuais na cartomancia
Paixões indomáveis. Atração sexual. Ação mágica, magnetismo. Capacidade milagreira. Poder oculto, exercício de influências misteriosas.
Proteção contra as forças obscuras e os encantamentos.
  1. Mental: Grande atividade, mas totalmente egoísta e sem qualquer preocupação pela justiça.
  2. Emocional: Pluralidade, diversidade, avidez, inconstância. Busca em todas as direções para atrair tudo. Sem a menor preocupação com o próximo. Libertinagem.
  3. Físico: Grande irradiação neste plano, em particular no domínio material e nas realizações concretas. Poderosa influência sobre os outros. Forte atração pelo poder material. Tem, contudo, uma deficiência: todo o sucesso que promete tende a ser obtido por vias censuráveis. Desta forma a fortuna será alcançada e os delitos têm grande probabilidade de permanecerem impunes. Inclui também a punição: de acordo com a sua relação com as outras cartas, pode significar que os sucessos serão efêmeros e que o castigo virá na sequência.
  4. Saúde: Instabilidade nervosa, transtornos psíquicos; aparição de enfermidades hereditárias.
  5. Desafios e sombra: A ação parte de uma base má e seus efeitos podem ser calamitosos. Desordem, inversão de planos, coisas obstruídas. Do ponto de vista da saúde: ampliação do mal, complicações. Disfunção. Superexcitação, sensualidade. Ignorância, intriga. Emprego de meios ilícitos. Enfeitiçamento, fascinação repentina, escravidão e dependência dos sentidos. Debilidade, egoísmo.
Fonte: Clube do Tarô

Participe: Grupo de Estudos
Conheça nossa Loja: Elo7 - Bosque do Cervo
'Este texto é de ia própria e fica proibida sua cópia, total ou parcial, sem autorização'

Nenhum comentário:

Postar um comentário